Boa noite D. Julieta Silveira Soares, escrevo na esperança de chegar até seu coração o que tanto aflige minha alma. Meu nome é Laura Stela De Angeli, trabalho no ramo de manutenção e vendas de equipamentos de incendio, e nos últimos anos vendo e lendo a enorme repercução sobre a necessidade de tentarmos desesperadamente salvarmos se ainda for possivel este nosso tão maravilhoso planeta é que venho recorrer ao bom senso, a sensibilidade que acredito que tenhas, talvez por sermos mulheres e conseguirmos expressar mais nossas ideias e sonhos. Nao me conformo mais em continuar trabalhando com recargas de extintores de incêndio, até já coloquei minha firma 28 anos a venda pois não me conformo mesmo em ter que despejar toneladas de gáz carbônico dos extintores modelo CO2 na atmosfera, visto que este extintor apenaz tem uma perda mínima de percentagem em sua capacidade, quando não é usado para fins de apagar focos reais de incêndio, e sinto na pele esse custo anual, ir nas empresas nos prédios em tudo quanto é lugar recolher essa infinidade de aparelhos se pode segundo a Norma 12962 fazer apenaz a mautenção nível O1 no local onde o mesmo esta instalado, fazer uma limpeza antiferrugem verificar se seus componentes externos estão corretos, levar uma balança no local ver se a sua pesagem está de acordo e cobrar apenaz uma inspeção, sem ter que remover , isto anualmente sem ter que abrir o cilindro e esvaziar a toa esse gaz que tanto contamina nosso meio ambiente, e acabar com esse anel amarelo anual, apenaz a cada cinco anos quando se fizer o necessário teste hidrostatico e assim mesmo acho 5 anos muito pouco tempo , no minimo a cada 10 anos, quanto ao modelo ÁGUA pra que jogar tanta agua fora se se colocar apenaz uma colherinha de pó dentro deste extintor a agua cria micro organismo não apodrecendo o cilindro , ou um novo produto que as indústrias fabricantes já estão usando, quanto ao PÓ QUÍMICO SECO de 95 de teor temos declarações de fabricantes dando garantia de até 5 anos, e garanto pra senhora que realmente funciona, é só fazer a limpeza externa adequada, ver se está pressurizado, se não esta enferrujado, então imagine como seria bom para não destruirmos mais este mundo, todos ganhariam com isso , o Inmetro não ficaria com tanta responsabilidade em ser mais um orgão destruidora do meio ambiente, reveria a norma, os clientes pagariam muito menos, apenaz a referida inspeção e é claro em caso dos aparelhos serem usados como o são diariamente em vários setores, porque notícia boa não vai ao ar, só quando vira tragédia, esta semana que passou temos depoimento de clientes que fizeram usos de extintores em Posto de Gasolina em veículo particular, num lindo apartamento no centro de Vitória, que se não fossem os extintores para apagarem o início destes incêndios nada teria sobrado, porque quando os bombeiros chegaram não havia mais nada para apagar e no meu entender é dar ensinamentos mesmos para porteiros, zeladores de condominios, condominos, enfim trabalhar o mais corretamente e transparentemente que for possivel, inclusive para enaltecer esse comércio, que bem feito é extremamente digno de louvor e orgulho de satisfação quando chega um cliente e nos diz graças a este extintor salvei meu carro, meu apartamento., minha vida....Acreditando honestamente que me fiz entender pela senhora que responde pela Ouvidoria , que assim me informaram , despeço-me agradecendo qualquer coisa que puder e estiver ao seu alcance para mudarmos o quadro lamentável, triste , impotente em que vejo todos que trabalham nesse ramo, pelo menos os que são honestos perante a si a seus filhos , netos e principalmente a Deus. Obrigado Stela.

Versão para impressão |Clique aqui para imprimir.